sexta-feira, 20 de abril de 2018

Curva de Lorenz e Coeficiente de Gini

1. Observando a imagem do extinto DPP aquirefere como evoluiu a repartição do rendimento em Portugal no período 1990-95.
O rendimento no período 1990-1995 está a piorar em Portugal porque a curva está mais afastada da diagonal. 
2. Considerando a distribuição de rendimentos nos países C e D:

Ficheiro de ajuda
a) Calcula o rácio S80/S20;

b) Constrói o Gráfico com as Curvas de Lorenz;


c) Calcula os Coeficientes de Gini.

3. Interpreta os valores obtidos nas alíneas do ponto anterior.

4. Constrói uma tabela com os Coeficientes de Gini para 10 países da UE, considerando os dados de 2005-2015. Comenta a posição de Portugal relativamente aos restantes países que seleccionaste.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Repartição pessoal dos rendimentos: Leque salarial e Rendimento per capita

1. Aponte algumas razões que podem conduzir a uma repartição do rendimento injusta, mesmo num mercado eficiente.

2. Distinga o rendimento pessoal do rendimento pessoal disponível.
O rendimento pessoa disponível é aquele rendimento que dá ou para poupar ou para consumir e o rendimento pessoal é tudo o que podemos gastar.
3. Considerando uma nova distribuição do rendimento, calcula nos 3 países:


a) A percentagem do Rendimento Nacional que cabe ao trabalho (Repartição Funcional do Rendimento);
País 1- 72%
País 2- 53%
País 3- 31%
b) Quantas vezes o salário máximo é maior que o salário mínimo (Leque salarial);
País 1- 1/2,25
País 2- 1/2,229
País 3- 1/8,798
c) Em que país o rendimento se encontra melhor distribuído? (considerando todos os rendimentos, ie., a Repartição Pessoal do Rendimento);
País 2
d) O Rendimento per capita.
País 1- 50
País 2- 50
País 3- 50
e) Comente os resultados obtidos nas alíneas acima.
Os resultados obtidos nas alíneas acima deve-se ao facto de 
4. Refira três limitações do Rendimento per capita.
O Rendimento per capita oculta a forma como o rendimento esta distribuído; não tem em conta a variação dos preços,
5. O EuroStat, calculando o Rendimento pessoal disponível per capita real ajustado, já pretende responder a uma das limitações do Rendimento per capita. Qual? Justifique.
Uma das limitações é o facto de o rendimento per capita ocultar a forma como o rendimento se encontra distribuído, porque não é sensível com tal distribuição.   

6. Publica um gráfico com os valores do Rendimento pessoal disponível per capita real ajustado, para 10 países contrastantes (5 dos + ricos e 5 dos + pobres). Comenta o gráfico.


quinta-feira, 12 de abril de 2018

Repartição funcional dos rendimentos

1. Explicita o conceito de repartição primária dos rendimentos.
É a repartição por factores produtivos. Ao trabalho cabe o salário e a capital cabe a renda, juros e lucros.
2. Apresenta os cálculos efectuados para obter o salário mínimo geral mensalizado em 2018.
580x14=8,120:12=676,7
3. Refere o rendimento primário:
a) Mais comum;
São os salários.
b) Que cabe aos proprietários;
Renda.
c) Associado aos empréstimos;
Juro.
d) Mais incerto.
Lucro.
4. Calcula o juro resultante de uma aplicação de 500€ durante 5 anos, à taxa de juro (TANB) de 4%, pagando IRS à taxa de 28%.
NOTA: Apresenta os respectivos cálculos e a imagem obtida no Portal do Cliente Bancário
5. Organizaram-se os países da União Europeia em dois grupos contrastantes em termos dos ratings da dívida soberana:
  • Grupo Resgatados
    Portugal (ainda lixo para a Moody's)
    Itália (ainda lixo para a Moody's)
    Grécia (lixo para qualquer agência de rating)
    Espanha (recentemente era lixo)
  • Grupo AAA ou quase
    Alemanha
    Suécia (Sweden)
    França
    Reino Unido
a) Indica a percentagem do PIB que cabe ao trabalho em cada país, utilizando os valores que se observam no Gráfico interactivo em 2016. 
Alemanha- 51
Suécia- 47
França- 52,3
Reino Unido- 49,5
b) Relaciona a repartição funcional do rendimento com o desenvolvimento dos países.

6. Constrói com os valores disponíveis no (Quadro A.1.3.4.1 - PIB a preços de mercado na ótica do rendimento (preços correntes; anual), INE), um gráfico que mostre a evolução da percentagem das remunerações relativamente ao PIB, ie., a repartição funcional do rendimento actualizando este



a) Comenta a tendência que observas na repartição funcional do rendimento no período em análise.

A tendência é de diminuir devido à substituição das pessoas por máquinas o facto de haver mais trabalho precário e tendência para a redução dos salários.
b) Verifica a possibilidade de em 2009, a subida da percentagem do PIB afecta ao trabalho derivar da queda do PIB

 Como o PIB caiu a relação das remunerações com o PIB subiu: 

terça-feira, 10 de abril de 2018

A actividade produtiva e a formação dos rendimentos

1. Refere duas medidas políticas propostas pelo RDH2015 tendo em vista a redução das desigualdades de oportunidades
• Formulação e implementação de estratégias de crescimento em prol das populações pobres. Essas estratégias implicariam a criação de trabalho nos sectores em que a maioria das populações pobres trabalha, melhorando o acesso das famílias carenciadas aos serviços sociais de base, como a saúde, educação, água potável e saneamento, e proporcionado acesso a recursos produtivos como inputs, crédito e finanças. Estas medidas podem também libertar o tempo despendido com trabalho não remunerado. Entre as outras opções contam-se os subsídios, as despesas específicas e os mecanismos de fixação de preços.
• Prestação de apoio complementar. Os serviços ligados ao marketing, os investimentos em infraestruturas físicas (especialmente nas zonas rurais), o alargamento dos serviços de extensão e das tecnologias de trabalho intensivo promovem a igualdade de oportunidades no trabalho. O setor privado pode, com os incentivos adequados, ser encorajado a desempenhar um papel importante na construção e exploração de infraestruturas físicas.
2. Partindo da definição do rácio S80/S20 explica qual seria o seu valor numa sociedade igualitária.
Seria igual a 1 e os os mais ricos teriam 6 vezes mais do que os mais pobres porque os mais ricos tinham o mesmo rendimento do que os mais pobres.
3. Observando o rácio S80/S20 nos países da União Europeia, relaciona a equidade na repartição do rendimento com desenvolvimento.

4. Distingue rendimento de riqueza.
Rendimento é a remuneração que se recebe do trabalho e a riqueza são as propriedades de um individo
5. Distingue riqueza de capital. 
A riqueza é ter bens em dinheiro ou em propriedades e a capital é a riqueza aplicada no processo produtivo.
6. Distingue rendimento de transferência. 
Rendimento é a remuneração que se recebe do trabalho e a transferência é uma pessoa estar desempregada e estar a receber sem estar a trabalhar.
7. Relaciona valor acrescentado com rendimento. 

8. Explica como necessariamente, do desenvolvimento do processo produtivo/actividade produtiva resulta a repartição primária dos rendimentos.

9. Além das disparidades salariais, refere outro factor que contribui para uma repartição do rendimento injusta.
Qualificação profissional é o outro factor que contribui para uma repartição do rendimento injusta.
10. Explica as disparidades salariais em resultado dos seguintes factores:
a) Qualificações profissionais;
Quanto maior for a formação de um individuo maior será o seu salário.
b) Anos de experiência;
Quanto mais anos de esperiencia de um individo maior sera o seu salario.
c) Diferencial de compensação (poder de atracção das profissões);

d) Segmentação de mercados em grupos não concorrentes.   

terça-feira, 13 de março de 2018

Preços e Mercados – Exames 2017

R: A quantidade procurada é inferior à quantidade oferecida isto é o excesso da procura e o excesso da oferta é quando a quantidade oferecida é superior à quantidade procurada.
R: A empresa monopolista pode escolhes o preço dos seus bens.

Preços e Mercados – Exames 2012-14


R: A situação A significa o excesso de procura.
R: A oferta do bem X aumentou.

Na concorrência perfeita não pode vender um bem a um preço superior ao preço de mercado porque assim pode perder clientes.